Home > Datas Comemorativas > Dia das Mães > Mãe tem voz e vez – (Teatro)

Mãe tem voz e vez – (Teatro)

Teatro para o dia das mães

Personagens: D. Margarida: mãe, Gustavo (filho mais velho), Raquel (filha do meio), Bruna (filha caçula), Ricardo (namorado de bruna ), Sophia (filha de bruna – 6 anos ).
Recursos: Mesa com cadeiras, poltronas ou cadeiras , máquina de costura, tecido ( pedaços ), um rádio, bolsas e sacolas, cortina, livros, toalha – bexigas – copos descartáveis – bolo (simbólico), presentes (embalados).
Espaço físico: uma sala de jantar e outra de costura, quarto atrás da cortina, porta de entrada

INTRODUÇÃO: D. Margarida é uma mãe sofrida; o retrato de muitas de nossas mães. Abandonada  pelo marido há anos, criou sozinha seus três filhos apenas com o dinheiro das costuras que a mesma realiza. Mesmo depois dos filhos crescidos, ela ainda enfrenta desafios, mas age com sabedoria; na sua casa ela tem voz e vez.
CENA 1: Na casa de D. Margarida – ela costura e ouve seu radinho, Raquel lê, Ricardo sai para o trabalho e Bruna está no  Colégio fazendo  de conta que estuda.
BRUNA: Entra de mansinho, dá um sinal para a irmã, troca de roupa e sai.
D. MARGARIDA: ____ Raquel minha filha, cadê sua irmã que não chega do colégio?
RAQUEL: ( Fechando o livro ) ___ Não quero lhe deixar preocupada, mas Bruna já chegou e saiu, como de costume.
D. MARGARIDA: ( Levantando-se da cadeira onde costura) ___ O quê? Meu Deus o que vou fazer? Eu não sei mais como agir. Só tomando alguma proidência, urgente.
RAQUEL: (Indo em direção ao quarto): ___Vamos dormir, mainha! Uma hora destas, minha irmãzinha tomará juízo.

CENA 2: Enquanto Raquel dorme, D. Margarida cochila na cadeira, esperando Bruna chegar, quando de repente abre a porta….
D. MARGARIDA: _____ Bruna, minha filha! ( Levantando-se da cadeira em direção à porta.
GUSTAVO: ___Sou eu, mainha! O que faz acordada?Não devia estar repousando?
MARGARIDA: ____ Estou esperando a sua irmã que chegou do colégio e tornou sair. (Senta-se na cadeira)
GUSTAVO: ____Mainha, a mãe e o pai desta casa é a senhora. Está na hora de tomar uma decisão. Aqui, a senhora tem voz e vez. Bruna precisa tomar consciência dos seus atos. ( Andando de um lado para o outro )
D. MARGARIDA: ___O que quer que eu faça? Ela é minha filha e eu sou a sua mãe; não quero tê-la longe de mim. (Senta-se novamente)
GUSTAVO: ___Entendo! Mas ela não merece a mãe que tem; um bom filho ou uma boa filha não faz a mãe sofrer. (Gustavo vai para o quarto dormir e D. Margarida continua cochilando na cadeira – o dia amanhece e nada de Bruna).
CENA 3: D. Margarida, Raquel e Gustavo tomam o café da manhã, quando entra Bruna com um rapaz.
TODOS: ( Levantando) BRUNAAA!!!
BRUNA: ____ Bom dia família! Este é o Ricardo, meu mais novo namorado.
D. MARGARIDA: ( Aproximando-se de Bruna) ___ Aonde passou à noite, mocinha?
BRUNA: ____ Na balada; só curtição, não é amor? ( Beija o namorado )
D. MARGARIDA: ( Bastante nervosa) ___ Isso não está certo! Você terá que tomar um rumo certo na sua vida.Não dá mais para vivermos assim. ( Fica trêmula; os filhos seguram-na pelos braços.
BRUNA: ___ Não precisa se preocupar. Estou indo embora desta casa para sempre. Fique aí com seus filhos queridos. ( Entra no quarto pega uma bolsa com roupas, puxa o namorado pelos braços e sai)
D. MARGARIDA: ( Chorando) ____ Meu Deus, o que eu fiz? Minha filha vai sofrer e eu não me perdoarei. ( Abraça os filhos chorando e saem de cena )
CENA 4:  Seis anos se passaram e aproxima-se o |Dia das Mães- Raquel recebe um telefonema de sua irmã Bruna enquanto escreve e Gustavo arruma-se para ir trabalhar.
RAQUEL: ( Na sala escrevendo) ___ Alô! Bruna! Você está ligando para fazer mainha sofrer, é? Ah! Então está bem; vou falar com o Gustavo. Até breve.  Gustavooo!
GUSTAVO: ___ O que foi Raquel? ( Vem para a sala )
RAQUEL: ___ Você não vai acreditar. Bruna ligou e disse que estará chegando para passar o Dia das Mães com mainha e, pediu para organizar uma festa para ela.
GUSTAVO: ____ Verdade?Será que criou juízo? Espero que não volte para fazer mainha sofrer mais do que já sofre. ( Vai saindo)
RAQUEL: ___ Eu vou com você. Aproveito e compro as coisas da festa do Dia das Mães.
Saem os dois, enquanto D. Margarida continua entregando roupas por ela costuradas.
CENA 5: Dia das Mães- Gustavo e Raquel arrumam a casa para a festa, enquanto D. Margarida continua a fazer entregas.
RAQUEL: (Telefonando) __ Mainha,  por favor não demore! Hoje é o seu dia e queremos ficar juntos.
De repente bate à porta…
RAQUEL: ( Vai abrir a porta) ___ Brunaaa!!!
GUSTAVO: ( Aproximando-se) Bruna, não acredito!!!
BRUNA: ___ Sou eu mesma e esta é minha filha Sophia. Vim para pedir perdão à mainha e, nada melhor do que nesta data.
Todos se abraçam e Bruna se esconde no quarto com Sophia.
Escurece… A festa está preparada. Chega  D. Margarida.
D. MARGARIDA: ____ Que escuridão é esta?
Raquel e Gustavo acendem as luzes; abraçam D. Margarida.
Raquel:___ Mainha, temos outra surpresa para a senhora.
( Ficam em silêncio, quando entram Bruna e Sophia com alguns presentes)
D. MARGARIDA: ____ Não acredito meu Deus! Bruna, você voltou!
BRUNA:____ Sim, mainha! E trouxe minha filha Sphia.  (Se abraçam ) ___Quero pedir-lhe perdão por tudo o que fiz passar. (Entregam os presentes). Como prova de todo o meu arrependimento vou ler este poema.
Bruna ler o poema; todos cantam os Parabéns e se abraçam dizendo:
TODOS: ____ Feliz Dia das Mães!!!

OBS: Escolher um poema ou poesia que se esteja dentro do contexto : Dia das Mães.

Parabéns, parabéns a cada dia de sua vida minha querida mãe.

Cada vez que olho para você, vejo o quanto você é forte, o quanto
você é firme, uma mulher de fibra, que faz da sua família, a sua
própria vida.
Seu exemplo de vida me deixa orgulhoso de ser seu filho.
Você, que está sempre pronta a qualquer hora, a qualquer momento,
para me estender a mão e quando eu mais preciso, mais você está
ai, para me ajudar, me orientando, guiando, dando tudo de si, para
que eu possa crescer e prosperar.

Parabéns mãe, obrigado por você ser essa pessoa maravilhosa.

Autora:  Profª Telma Machado de Oliveira – Macajuba BA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *